Tipos de açúcar e seus usos (parte 1)

Tipos de açúcar e seus usos (parte 1)

Por Fernanda Estrela

Pode parecer loucura, mas existem 12 tipos de açúcar disponíveis no mercado. Cada um com um objetivo, produção e quantidade de vitaminas e sais minerais diferentes. Por isso, é extremamente importante que você conheça pelo menos por alto cada um deles, para ter uma boa noção do que é possível e melhor de se produzir com cada um desses açúcares. Seja para colocar na massa ou mesmo só para decorar, você também deve ter atenção na quantidade de açúcar que você vai consumir. A saúde agradece!

Para te ajudar nessa missão de conhecer e entender cada um desses tipos de açúcar, confira abaixo um breve resumo, que com certeza irá dar uma “iluminada” nessa complicada (e doce!) questão.

  1. Açúcar cristal

Esse açúcar tem como característica principal cristais grandes de açúcar, tanto transparente quanto levemente amarelado, e tem as mesmas propriedades do açúcar refinado, já muito conhecido. Sem mistérios! Também existe o açúcar cristal colorido, muito utilizado para enfeitar pães e docinhos, além de adoçar líquidos, e possui corante alimentício na sua composição.

  1. Açúcar refinado

Mais conhecido e utilizado na culinária, o açúcar refinado é o mais comum de ser encontrado no mercado. Esse açúcar passa por um longo processo de produção, que o faz ser todo formado por finos grãos bem branquinhos e saborosos (cor e sabores que também são adquiridos por meio de um processo químico). Com tantos processos envolvendo sua produção, esse açúcar acabou se tornando pouco rico em vitaminas e sais, portanto, menos saudável.

  1. Açúcar invertido (Trimoline)

O açúcar invertido é um xarope, assim como sua aparência já revela. Ele é produzido por meio de uma reação do açúcar tradicional com água e calor, onde depois adicionam sucrose, dando origem a esse açúcar com textura de mel.  Ele é funciona bem como um conservante e é perfeito para receitar com balas e biscoitos, já que impede a cristalização. Por ser muito específico, você o encontrará em lojas de confeitaria especializadas.

trimoline

  1. Açúcar Venille (baunilhado)

Esse tipo de açúcar é contém um produto químico chamado vaniline, que tem o gosto de baunilha. Por essa característica, ele se torna perfeito para fazer biscoitos e bolos simples, sem recheio. Apesar da sua usualidade, ele é mais difícil de ser encontrado no mercado e, por isso, fica a dica para conseguir o mesmo efeito em casa: adicione uma colher (café) de essência de baunilha, para cada colher (sopa) de açúcar refinado que usar.

  1. Açúcar de confeiteiro

Esse famoso açúcar, também conhecido como glaçúcar, possui grãos superfinos, ideais para o preparo de chantilly, glacê e cobertura mais homogêneos. Como é bem fino, ele permite uma mistura mais eficaz e, pelo mesmo motivo, também é o ideal para decorar bolos, doces e biscoitos.

confeiteiro

  1. Açúcar Impalpável

O açúcar impalpável é bem parecido com o de confeiteiro, a única diferença é que ele possui amido de milho na sua fórmula, o que garante uma maior dificuldade do açúcar de empelotar. Muito usado para fazer macarrons e outros doces finos, o açúcar impalpável pode ser feito em casa: adicione duas colheres (sopa) de amido de milho para cada xícara (chá) de açúcar de confeiteiro e bata tudo no liquidificador.

Gostou de saber sobre esse açúcares? Temos ainda muito mais para contar pra você! Volte aqui no blog na semana que vem, que iremos postar a segunda parte sobre os tipos de açúcares existentes e seus usos.

Tem alguma dúvida sobre algum assunto? Comente aqui, compartilhe com a gente e, quem sabe, podemos fazer uma postagem sobre o assunto! 😉 Curta nossa página no Facebook e nosso Instagram, para ficar sempre por dentro das novidades.

Nenhum comentário.

Deixe um comentário